História

Mais de 60 anos de Vida Cultural: Marcos de um Percurso…

É longa a história do concelho de Sobral de Monte Agraço, no que se refere à existência e utilização de espaços culturais.

No princípio dos anos 40 do século XX, existia na vila um Teatro que se encontrava encerrado e degradado, o Teatro Eduardo Costa.

Por esta altura, foi improvisado um palco na Associação dos Bombeiros Voluntários do concelho onde se desenvolvia um movimento de teatro amador. O cinema era passado nos muros da Quinta do Sobral, também em jeito de improvisação. Mas cedo se demonstrou a necessidade de construir um novo espaço onde pudessem realizar-se atividades relacionadas com teatro e cinema. Foi então constituída uma Sociedade Anónima para a angariação de fundos com vista à construção de um Cine-Teatro. Toda a população do concelho contribuiu e a Câmara Municipal cedeu o terreno.

No dia 1 de Janeiro de 1945 foi lançada a 1ª pedra do novo Cine-Teatro. A inauguração ocorreu no dia 30 de Junho de 1946.

No entanto, em 1968, o edifício encontrava-se encerrado e hipotecado devido a dívidas acumuladas. Com os dividendos de uma nova campanha de angariação de fundos, foram pagas as dívidas e o edifício foi entregue à Associação dos Bombeiros Voluntários. Foi sujeito a obras e reaberto com o nome de Centro de Cultura e Recreio Comandante João Simões de Silva Lopes.

Na década de 80 e 90 para além dos espetáculos promovidos pela Associação dos Bombeiros Voluntários, verificou-se também um crescendo em termos das atividades desenvolvidas pela Câmara Municipal na área da cultura, tendo muitas delas, nomeadamente da área da música e do teatro sido realizadas  no Cine-Teatro. De destacar são as atividades desenvolvidas pelo CDIAG – Centro Dramático Intermunicipal Almeida Garrett, grupo de Teatro criado no Âmbito da AMASCULTURA, Associação de Municípios para a área cultura da qual o Município foi membro fundador.

O Cine-Teatro esteve em funcionamento até 2000, altura em que as condições deixaram de ser apropriadas para a realização de espetáculos, sendo o Centro de Cultura e Recreio encerrado.

No ano de 2001, a Câmara Municipal adquiriu o Cine-Teatro à Associação dos Bombeiros Voluntários e as obras de recuperação iniciaram-se em Julho de 2004.

A Revitalização: Uma aposta para o futuro…

Chegados a 2006, e com uma história tão cheia de riquezas humanas, foi devolvido à população do concelho um novo e moderno espaço cultural. O Cine-Teatro abriu as portas a 21 de Maio de 2006 com um dia de visitas para toda a população onde todos puderam constatar que quase tudo é diferente no renascido Cine-Teatro.

Equipado com a tecnologia mais avançada o edifício foi preparado para receber eventos em todas as áreas: cinema, dança, música, teatros e eventos de cariz multidisciplinar.

Do empenho que a Câmara Municipal colocou em evitar o desaparecimento do Cine–Teatro, um marco na vida cultural e social de Sobral de Monte Agraço durante mais de 50 anos, resultou um moderno e versátil espaço cultural aberto a toda a população.